Covid-19FeaturedSaúde

Após ocupação de 100% dos leitos de UTI no sul da BA, secretário de Saúde diz que 20 leitos serão abertos em até 48h na região

Na manhã desta quarta-feira, um decreto publicado no Diário Oficial do Estado determinou o toque de recolher das 18h às 5h em 19 municípios do Extremo Sul.

O secretário de Saúde do estado da Bahia, Fábio Vilas-Boas, afirmou em entrevista ao Jornal da Manhã desta quarta-feira (3) que o governo está encaminhado respiradores para o hospital de campanha construído ao lado do Hospital Municipal de Teixeira de Freitas, no sul da Bahia, para que os 20 leitos de UTI da unidade sejam abertos em até 48h.

Na terça-feira (2), o governador Rui Costa afirmou que os leitos de UTI do extremos sul da bahia estão 100% ocupados.

“O hospital de campanha construído ao lado do Hospital Municipal de Teixeira de Freitas, com 20 leitos de UTI, ficou pronto. Mas os respiradores que seriam entregues pela empresa Suzano, que patrocinou a obra, não chegaram a tempo. Estamos enviando por parte do governo do estado respiradores para abrir esses 20 leitos o mais rápido possível. Dentro das próximas 24 ou 48 horas”, afirmou Vilas-Boas.

“Estamos trabalhando com a cidade de Eunápolis para abrir um hospital requisitado pela prefeitura municipal e na ampliação de leitos no município de Porto Seguro”, acrescentou

Segundo o governador Rui Costa, a taxa de crescimento de casos da Covid-19 no extremo sul, nos últimos dias, está entre 10% e 20% por dia, distante, portanto, da média estadual de 5%. O município com maior taxa é Nova Viçosa, com 18% de aumento. Fábio Vilas-Boas falou que a situação na região se agravou de forma repentina.

“Parte disso é um contágio de pessoas que vieram do Espírito Santo, onde a situação é muito grave. A gente vinha, nas últimas semanas, com leitos ociosos na cidade de Teixeira de Freitas, leitos de UTI vazios. Subitamente, essas vagas foram ocupadas”, afirmou.

Na manhã desta quarta-feira, um decreto publicado no Diário Oficial do Estado determinou o toque de recolher das 18h às 5h em 19 municípios da região. A medida atinge as cidades de Alcobaça, Belmonte, Caravelas, Eunápolis, Guaratinga, Ibirapuã, Itabela, Itamaraju, Itanhém, Itapebi, Lajedão, Medeiros Neto, Mucuri, Nova Viçosa, Porto Seguro, Prado, Santa Cruz, Cabrália, Teixeira de Freitas e Vereda.

“Usamos o toque de recolher como se fosse um instrumento para estancar uma hemorragia. Você tampa, impede o sangramento e vai adotar as medidas para impedir que a perda de sangue seja continuada. É uma medida de choque, tínhamos município com crescimentos superiores a 30% ao dia. Isso precisava ser interrompido rapidamente. Foi feito a partir de hoje. Imaginamos que, ao longo dos próximos dias, dentro de uma semana, vamos ver os números do Extremo Sul voltar para dentro da normalidade. É o tempo de abrirmos novos leitos”, afirmou o secretário de Saúde.

Além do Extremo Sul, Vilas-Boas relata preocupação com Feira de Santana, cidade a cerca de 100 km de Salvador. Na última terça-feira, foram registrados 111 novos casos de coronavírus no município, que possui um total de 708 infectados registrados desde o início da pandemia, com 12 mortes em decorrência da doença.

“Hoje nosso olhar se volta para Feira de Santana. Em um único dia, tiveram 111 novos casos. A perspectiva não é boa para os próximos dias. Estamos conversando com o prefeito. Salvador, por ser a capital, com mais de 60% dos casos, há bairros que escapam da média, com números maiores do que em cidades do interior. Nossa preocupação em primeiro lugar é Feira de Santana e, seguindo, alguns bairros da capital baiana”, finalizou Vilas Boas.

De acordo com dados da Sesab, a Bahia possui 21.430 casos confirmados de coronavírus, com 736 mortes.

Fonte G1/BA - Imagens: Reprodução Internet

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar