EsporteFeaturedMundo

Casal turco de jogadores de vôlei morre após terremoto na Turquia

O casal de jogadores de vôlei Betul Çoban Çakir e Bedrettin Çakir estão entre os mais de 5 mil mortos após um terremoto de magnitude 7,8 atingir a Turquia. Betul tinha 27 anos e defendia o Merinos Voleybol. Em nota, o clube lamentou a morte da jogadora e de seu marido.

“É com profunda tristeza que soubemos do falecimento de Betul Çoban Çakir, que cresceu com a infraestrutura de nossa equipe e representou nosso clube da melhor forma por anos, inclusive nas ligas superiores, e seu marido, Bedrettin Çakir, que é jogador de vôlei. Desejamos a misericórdia de Deus para nossa atleta e seu marido, que seus lugares sejam o céu”, afirmou a nota do clube.

Um time inteiro de vôlei turco estava em um prédio que desabou por causa do terremoto. Segundo o site Fotomac, 14 jogadoras do Hatay, que disputa as divisões inferiores do campeonato turco, moravam em um prédio que foi ao chão após o tremor.

Segundo um perfil turco que cobre o vôlei do país, quatro atletas do Hatay foram resgatadas: Neriman Korkmaz, Zehra Karagoz, Eda Unal e Malatya Galip Demirel. A casa em que elas estavam foi parcialmente destruída, mas elas conseguiram sair.

“O estado de saúde das nossas atletas Neriman Korkmaz, Zehra Karagoz, Eda Unal e Malatya Galip Demirel está em boas condições. As casas em que elas ficaram foram parcialmente destruídas, mas conseguiram sair pelos seus próprios meios. Depois de um processo difícil, Neriman, Zehra e Eda voltaram para Kayseri. Elas foram trazidas para Kayseri por um cidadão filantropo que estava lá. Ainda fomos informados que existem lugares onde a ajuda não chegou. Esperamos que a ajuda chegue em breve. As melhoras para os nossos atletas e para toda a nação turca”, publicou o perfil “kayseri_voleybol_kulubu”.

Quatro atletas do Hatay que estavam em outra residência estão sob os escombros: Ahsen Bas, Gozde Ozturk, Dilek Mucuk e Irem Kurtoglu. O perfil “Voleybol Antrenorleri” postou uma mensagem do irmão de Irem, que afirmou ter falado com a jogadora.

“O time feminino de vôlei Hatay tem 2 casas. As meninas de uma casa sobreviveram, mas no endereço que darei, 4 pessoas ainda estão sob os escombros, e minha irmã está entre elas. Liguei ontem, a voz dela vinha de debaixo dos escombros. Por favor, tente ajudar com suprimentos”, escreveu o irmão de Irem.

Bia, ex-central da seleção brasileira e que defende o Kuzeyboru, relatou nas redes sociais que precisou deixar o apartamento onde mora por conta do terremoto. Segundo ela, após um segundo tremor, o prédio foi evacuado por medo de que desabasse. A central se protegeu em seu carro devido a neve que também caía no momento do terremoto. Depois, porém, foi liberada para voltar ao prédio.

A Turquia é um dos principais centros do vôlei mundial. Jogadoras da seleção, como Gabi, do Vakifbank, Macris e Ana Cristina, do Fenerbahçe, atuam no país. As duas, porém, estavam em Istambul, que sofreu menos com o impacto do terremoto.

 

(Varela Net).

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar