BrasilEntretenimentoFeatured

Jovem Pan demite jornalista que ‘aprontou’ no ar; entenda

O jornalista Jorge Serrão foi demitido pela Jovem Pan, após confundir a bandeira do Rio Grande do Sul com a do MST (Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra) e compartilhar em suas redes sociais que o grupo associado à esquerda e ao presidente Lula teria participado da quebradeira bolsonarista de 8 de janeiro.

“Pergunta para a CPMI fazer: O que esse ‘patriota’ estaria fazendo com a bandeira do MST na mão, dentro do Palácio do Planalto, durante a invasão com depredação do 8 de janeiro?”, questionou Serrão em seu Twitter na segunda-feira.

A postagem rapidamente virou alvo de piadas na internet, já que as bandeiras do MST e do Rio Grande do Sul são bastante diferentes –a gaúcha é verde, vermelha e amarela, enquanto a dos trabalhadores rurais é totalmente rubra. “Bem-vindo ao fascismo daltônico”, ironizou o comediante Marcelo Adnet.

O próprio Twitter desmentiu a publicação do jornalista com seu serviço de verificação de informações. “É falso que seja a bandeira do MST. A bandeira que o homem segura na imagem é do Estado do Rio Grande do Sul”, informou a platataforma na mensagem do agora ex-comentarista da Jovem Pan. Serrão estava afastado do vídeo desde o início de março e voltou de férias na própria segunda-feira, mas sequer chegou a aparecer no ar. Foi informado de que seria desligado por compartilhar fake news. A demissão foi noticiada em primeira mão por Lívia Carvalho, do portal IG.

 

(Varela Net).

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar