BrasilEsporteFeatured

ONGS entram com ação na Justiça após assessor da CBF retirar gato de coletiva

Um grupo de Organizações Não Governamentais (ONGs) entrou com uma ação na Justiça contra a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) por maus-tratos a um gato durante uma entrevista na Copa do Mundo do Catar.

Em parceria com o Fórum Nacional de Proteção e Defesa Animal, as ONGs pedem uma retratação pública da CBF e multa no valor de R$ 1 milhão.

A ação ocorre após a maneira como um assessor da entidade retirou um gato que estava em cima da bancada durante uma coletiva de imprensa da Seleção no dia 7 de dezembro, em que o atacante Vinícius Júnior concedeu entrevista.

O animal estava na sala de imprensa do estádio Grand Hamad, onde o Brasil treinava no Catar, desde o início da entrevista de Vini. Porém, após cerca de meia hora, o animal decidiu subir na mesa.

“Ajuizamos uma Ação Civil Pública em parceria com outras ONGS pedindo uma retração pública da CBF, administração de curso de direito dos animais para os funcionários da CBF além da condenação a título de dano moral coletivo no valor de 1 milhão de reais”, afirmou Fórum em uma rede social.

De acordo com a publicação do Fórum, em caso de condenação, o valor da multa será encaminhado “para um fundo onde será usado para benefício da coletividade”.

 

(Varela Net).

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar