Policial

Salvador: Donos de produtos apreendidos na folia têm 60 dias para recuperar bens

Caso prazo expire, produtos serão descartados, doados ou leiloados.
Proprietários terão que pagar multa para recuperar materiais.

Os proprietários de bebidas e refrigeradores apreendidos durante o carnaval de Salvador têm o prazo máximo de 60 dias, a contar da data em que foi emitido o auto de apreensão, para pagar as respectivas multas e retirar as mercadorias.

Para o resgate do material os proprietários devem se dirigir ao setor de “Guarda de Bens Apreendidos” da Secretaria Municipal de Ordem Pública (Semop), localizado na Avenida San Martin. A pessoas tem que estar de posse do lacre referente à mercadoria apreendida.

Caso não sejam retiradas dentro do prazo estipulado, as bebidas alcoólicas serão descartadas. Os líquidos que não possuem álcool na composição, caso ainda não tenham sido refrigerados, serão doados a instituições de caridade. Freezers e geladeiras podem ser doados, leiloados ou incorporados ao município, conforme a Lei 8459/13.

Após seis dias de festa, a Semop contabilizou 44.206 itens apreendidos. No total foram retirados dos circuitos do Carnaval 347 carros-pranchas, de mão e de supermercado; 102 engradados; uma geladeira; quatro freezers; 77 fogões; 23 botijões; 51 barracas de camping; 281 isopores; 95 sombreiros; 646 litros de bebidas artesanais; 53 mesas plásticas; e 264 cadeiras do mesmo material. Foram apreendidos ainda 932 quilos de mercadorias perecíveis e 3.391 produtos considerados armas brancas, sendo 2.795 espetinhos de churrasco, 164 objetos perfurocortantes e 432 garrafas de vidro, além de mais de um milhão de cervejas apreendidas.

Foto: Divulgação

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar