BrasilCovid-19Featured

‘Vai agarrar à força?’, diz Mourão ao defender a não obrigatoriedade da vacina para covid-19

Na última segunda (21), Bolsonaro afirmou que "ninguém pode obrigar ninguém a tomar vacina" em referência ao imunizante para a covid-19

O vice-presidente Hamilton Mourão (PRTB) comentou hoje (2) a fala do presidente Jair Bolsonaro que questiona a obrigatoriedade da vacinação contra a covid-19.

“Acho que você pode encontrar gente que não quer tomar a vacina. É o que eu te digo: você vai agarrar à força? Foi isso que ele quis dizer”, disse Mourão a repórteres em Brasília. “Não quer dizer que ninguém vai tomar. O que ele quis colocar é que você não consegue ter a coerção para obrigar todas as pessoas a se vacinarem”, completou.

Na última segunda (21), Bolsonaro afirmou que “ninguém pode obrigar ninguém a tomar vacina” em referência ao imunizante para a covid-19.

No entanto, a declaração vai de encontro a uma lei sancionada pelo próprio Bolsonaro, em fevereiro. A “Lei do Coronavírus” tem um artigo que trata justamente da obrigatoriedade de vacinação em caso de aprovação de uma vacina que ajude a combater a pandemia no país.

Foto : Antonio Cruz/Agência Brasil

            Por Luciana Freire

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar