FeaturedPolítica

‘Vou acabar com a carreira de todo mundo’, ameaça prefeita de Ribeirão Preto em grampo:

Em GRAMPOS sem edição, Dárcy Vera expõe vereadores e mostra quem é quem na base política de Ribeirão Preto.
Prefeita de Ribeirão Preto diz: “Acaba com a minha carreira eu vou acabar com a carreira de todo mundo”

proxy
O Ministério Público Paulista junto com a Polícia Federal de Ribeirão Preto, deflagaram na última semana a operação Savandija, que prendeu 11 suspeitos em Ribeirão Preto. Os trechos a seguir são áudios gravados com a autorização da justiça de ligações entre a prefeita Darcy Vera e o então secretário municipal de administração e superintendente do DAERP (Marco Antônio Santos), preso durante a ação da Polícia Federal.

Nas gravações no dia 15 de junho deste ano, Dárcy revoltada, discute sobre a votação na Câmara dos Vereadores de um projeto para a transferência de recursos de um fundo para os cofres municipais em que os parlamentares da base aliada, Maurílio Romano (PP) e seu genro Evaldo Mendonça (PTB), o Giló, votaram contra.

Em alguns trechos a prefeita mostra seu lado mais radical.

“Chega. Vota contra. Fica à vontade. Mas tira todos os seus cargos do governo hoje. O cara tá cheio de gente no governo. Manda embora”, diz Dárcy, sobre o vereador Giló (PTB), que é genro dela. Falando que alem de mandar embora os 60 indicados do genro.

Em um dos trechos Darcy ameaça suspender as obras de asfalto no Ipiranga: “Suspende as ruas do Ipiranga, não asfalta, pronto! E dá um corte nesse pessoal tá muito folgado cara, manda o povo deles embora pra ver se eles aguentam. Vê se alguém aguenta a campanha”, complementa a Prefeita, mostrando o lado político das obras realizadas na cidade, o Ipiranga é base eleitoral de seu genro, vereador Giló.

Durante a conversa a prefeita intima o superintendente a “Peitar os caras”. “Manda os quase 60 embora do Maurílio pra ver se ele aguenta essa campanha. Ele não consegue segurar 60 pessoas desempregadas, na rua.”, ordena a prefeita.

“Não brinca comigo, não”, referindo-se a Maurílio. “Se eu abrir a boca só elege dois na Câmara, da nossa base. Só elege dois. E eu não tô brincando. Acaba com a minha carreira eu vou acabar com a carreira de todo mundo”, ameaça.

Em outro trecho a prefeita fala dos acordos políticos e reclama da falta de gratidão por parte de seus aliados. “Ajuda ali, tapa buraco aqui, faz isso, recapeamento ali, inclui a rua tal”.

Fonte: Em Ribeirão
Foto: Divulgação

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar