BrasilFeaturedPolicial

Caso Miguel: Justiça aceita denúncia e Sari Corte vira ré

Decisão foi assinada na noite da última terça-feira (14)

A primeira-dama de Tamandaré, Sari Corte Real, se tornou ré  pela morte de Miguel Otávio S. da Silva, 5, que caiu do nono andar após ser deixado sozinho no elevador de um condomínio de luxo na cidade de Recife, no estado de Pernambuco. A decisão foi assinada na noite da última terça-feira (14).

O juiz da 1ª Vara de Crimes contra a Criança e o Adolescente da Capital, José Renato Bizerra, recebeu a denúncia do Ministério Público de Pernambuco (MPPE) contra a empresária.

Com a denúncia aceita pela justiça,  Sari está sendo acusado por abandono de incapaz com resultado morte, com agravantes de cometimento de crime contra a criança e em ocasião de calamidade pública. Caso seja condenada, a pena para Sari pode chegar a 12 anos de prisão.

Agora, os advogados de Sari deverão apresentar dentro do prazo de dez dia a defesa da ré. Caso não seja apresentada a argumentação, os documentos serão enviados à Defensoria Pública.

Mesmo com a denúncia aceita pela Justiça, Sari vai continuar respondendo ao processo em liberdade.

 

Fonte: Varela Noticias

Foto: Reprodução

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar