BahiaBrasilCulturaEsporteFeatured

“Querem o Bahia de 1988”, diz Paiva após nova derrota do Bahia na Série A

A derrota sofrida para o Internacional colocou ainda mais pressão no Bahia e no técnico Renato Paiva. Após a partida, o treinador do Tricolor destacou a boa atuação da equipe, mas lamentou eficácia do Colorado.

“Acho que é inegável que o Bahia foi a melhor equipe, menos no marcar gols. Óbvio que os resultados se fazem marcando gols, e nós não marcamos gols. Essa derrota, na minha opinião, para o trabalho que nós fizemos, é explicada pela eficácia mais uma vez. A eficácia do adversário e a ineficácia nossa. O Bahia nunca ganhou aqui, e, se não ganhou hoje, também não sei quando vai ganhar”, analisou o português.

Com o revés, o Esquadrão se aproximou da zona de rebaixamento no Brasileirão e completou a 5ª partida sem vitória contabilizando a Série A e a Copa do Brasil.

O mister afirmou que é necessário trabalhar forte para reverter a situação do Bahia. “É trabalhar. O mesmo sentido de trabalho. Eu acho que ficou claro uma semana limpa de trabalho, e minha equipe esteve em campo. Não se deve perder. Estamos na oitava jornada. Subimos de divisão, jogamos em um campo que nunca se ganhou. Estamos começando um projeto novo. As pessoas querem o Bahia de 1988. Não é assim. Vai ser daqui a um, dois, três anos”, completou.

O próximo desafio do Tricolor é contra o Santos, pela Copa do Brasil, nesta quarta-feira (31), a partir das 19h, na Arena Fonte Nova. O primeiro confronto entre as equipes terminou empatado, por isso quem vencer garante vaga nas Quartas de Final da competição. Em caso de novo empate, a decisão será por pênaltis.

 

 

(Varela Net).

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar