BrasilCulturaEsporteFeatured

Scarpa e Mayke processam empresa de Willian Bigode após perderem 10 milhões

O meia Gustavo Scarpa, do Nottingham Forest, da Inglaterra, e Mayke, lateral do Palmeiras, denunciam a perda de cerca de R$ 10,4 milhões que foram invetidos em criptomoedas. Eles indicam uma empresa do atacante Willian Bigode, ex-companheiro deles no Palmeiras e hoje no Fluminense, como envolvida no caso.

Scarpa e Mayke acionaram a Justiça para tentar recuperar o investimento feito. Segundo o ge.globo, esses valores deveriam ter sido resgatados ainda no ano passado. Os jogadores alegam que fizeram uma tentativa frustrada de sacar o dinheiro.

No boletim de ocorrência, Scarpa afirma que investiu R$ 6,3 milhões, enquanto Mayke teria aportado R$ 4,083 milhões numa empresa chamada Xland Holding Ltda. A promessa era de retorno de 3,5% a 5% ao mês.

Os atletas contaram à polícia que o negócio foi indicado por Willian Bigode, que atuou junto com eles no Palmeiras até 2021, e que é dono da empresa WLJC Gestão Financeira.

Mayke e Scarpa ainda não se manifestaram sobre o processo.

 

 

(Varela Net).

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar