Policial

WhatsApp ajuda polícia a prender uma quadrilha em Lauro de Freitas

Nove integrantes de uma quadrilha foram presos, após compartilharam vídeo de uma execução no aplicativo

Após postarem o vídeo da execução de um integrante da facção rival no WhatsApp, nove traficantes que integravam a facção Caveira foram presos pela Polícia Militar. A prisão aconteceu na madrugada da última segunda-feira (5), no bairro de Portão, em Lauro de Freitas.

Na operação, o chefe da quadrilha, identificado como Lambtcho, foi preso juntamente com mais oito bandidos: Borel, Pê, Cinquentacente, Bam, Caio, Genilson, Deivson e José. Eles foram autuados por tráfico de drogas, porte ilegal de arma de fogo e homicídio. A polícia já investigava o grupo.

A quadrilha foi encontrada por um levantamento do serviço de inteligência da 52ª Companhia Independente de Polícia Militar (CIPM/Lauro de Freitas), em uma operação que  teve o apoio da 81ª CIPM, do BPChoque, da CIPE/Polo e do GRAER.

A polícia vem utilizando o WhatsApp para obter informações sobre bandidos desde maio do ano passado, em resposta aos criminosos que já incorporaram o aplicativo para preparar assaltos e escolher alvos. Através do número (71)  9956-2436, os policiais recebem imagens, relatos e passo a passo de como chegar a uma boca de fumo. Até o dia 16 de dezembro, 25 prisões foram efetuadas e sete criminosos morreram em operações que tiveram informações enviadas ao WhatsApp da polícia.

Foto: Divulgação

Artigos relacionados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar