BrasilCulturaEsporteFeaturedMundo

Ex-goleiro Júlio Cesar nega intermediação em negociação de Jorge Jesus com a CBF

Julio César negou estar intermediando uma negociação com o técnico Jorge Jesus para a Seleção Brasileira. Em suas redes sociais, o ex-goleiro afirmou que, diferente do informado, ele não viajou a Lisboa para encontrar o treinador porque já mora na cidade há anos.

Titular da Seleção Brasileira nas Copas do Mundo de 2010 e 2014, Julio fez elogios ao treinador ex-Flamengo, com quem trabalhou no Benfica, mas ressaltou que não foi contatado pela CBF para ajudar em uma negociação com o profissional.

“Reitero que não sou representante da entidade. Sou apenas um atleta que fez sua carreira profissional na Seleção Brasileira, onde tenho ótimos amigos. Se, em algum momento e em algum dia o presidente da CBF, Ednaldo Rodrigues, precisar da minha ajuda em qualquer situação, vou ajudar, porque o futebol brasileiro é a minha paixão. Fato este que não ocorreu até o momento”, publicou.

O jornal português “Record” havia publicado que Julio César tinha recebido a missão de encontrar Jorge Jesus em Portugal durante a Data Fifa. Ele seria uma das opções da CBF para comandar a Seleção, depois da saída de Tite, após a Copa do Mundo no Catar.

No fim de semana, o presidente da CBF, Ednaldo Rodrigues, admitiu pela primeira vez publicamente que Ancelotti é seu favorito para ser o novo treinador da Seleção. Porém, apesar de elogiar o italiano, Rodrigues destacou que o Brasil deve ter o cuidado de respeitar o devido processo, já que Ancelotti tem contrato com o Real Madrid até 2024.

O dirigente disse que até agora não houve qualquer contato formal ou abordagem por parte da CBF com Ancelotti ou algum dirigente, e que eles começarão a conversar com os candidatos em meados de abril com o objetivo de anunciar o novo técnico até o final de maio.

 

(Varela Net).

Artigos relacionados

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo
Fechar
Fechar